MEDITAÇÃO

REINANDO A MENTE

meditação

Meditar é interromper por completo o modo como “normalmente” operamos, em benefício de um estado isento de cuidados e tensões em que inexiste competição, desejo de posse ou apego a qualquer coisa, sem a luta intensa e ansiosa, sem fome de adquirir. Um estado desprovido de ambição onde não cabe nem o aceitar nem o rejeitar, nem a esperança nem o medo, um estado em que lentamente começamos a libertar-nos das emoções e dos conceitos que nos aprisionam, até chegarmos a um espaço de simplicidade natural.

Associada tradicionalmente com disciplinas religiosas ou espirituais, a meditação tornou-se popular no Ocidente, em anos recentes, como instrumento de relaxamento e crescimento pessoal. Estima-se que, até 1980, mais de seis milhões de pessoas, só nos Estados Unidos, aprenderam alguma forma de meditação. A mais comum é a Meditação Transcendental (MT), modalidade hindu adaptada a uma prática essencialmente secular viável para os ocidentais. Outras modalidades de meditação praticadas amplamente no Ocidente neste momento incluem várias formas de ioga derivadas do hinduísmo e alguns tipos distintos de prática budista. Entre as mais populares estão o zen-budismo, o budismo tibetano e a meditação vipassana (discernimento). As outras estão associadas com a prática cristã da contemplação.

Os estados alterados de consciência e o desenvolvimento psicológico aumentado que ela proporciona são elementos centrais. O fato de produzir mudanças mensuráveis no comportamento e na fisiologia tornou a meditação o foco de interesse de pesquisadores desejosos de descobrir nela uma maneira de vencer o hiato entre as práticas das disciplinas da consciência e a ciência empírica ocidental.
Praticantes avançados relatam estados de consciência, níveis de sensibilidade perceptiva e de clareza, e graus de discernimento, de calma, de júbilo e de amor que excedem em muito os experimentados pela maioria das pessoas na vida diária.

São muitos os benefícios relatados por pessoas que entram em contato com a meditação. Alguns deles são:

• descanso físico, mental e emocional;

• aumento da criatividade;

• aumento da capacidade de concentração;

• clareza mental e de pensamentos;

• capacidade de estar no aqui-agora;

• sentimento de plenitude e confiança na Vida;

• alívio do estresse;

• desenvolvimento da capacidade de auto-controle;

• desenvolvimento da presença e serenidade no dia-a-dia;

• melhora nos relacionamentos pessoais;

• maior produtividade no trabalho e na vida pessoal;

• paz interior;

Comumente sempre ouvimos ou lemos sobre os processos meditativos como se todos os processos fossem idênticos, o que faz com que muitas pessoas não tirem o proveito necessários deste processo.  É bom salientar que existem dois principais tipos de meditação A MEDITAÇÃO PASSIVA e a mais comum que nos provoca os estados de bem estar interior e com os benefícios já citados. Já A MEDITAÇÃO DINÃMICA é utilizada quando estamos interessados na resolução de um determinado problema e que este seja resolvido sem a interferências de nossas emoções da mente objetiva ou mente consciente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s